Bom, como prometido, o segundo texto do combo! Desta vez não vou falar nem de mulher, nem fazer lista tosca! =D

Um acontecimento recente durante uma aula me fez pensar em algo para escrever sobre um assunto de certa forma espinhoso: a discriminação. Nas ultimas semanas presenciei diversas demonstrações de como isto esta presente em nossa sociedade… Seja esta discriminação sexual, racial, religiosa, cultural, física ou social… Presenciei todas!

O mais engraçado é como é fácil ver um determinado “Grupo A” bastante discriminado (por… Sua atração por órgãos sexuais semelhantes ou concentração de melanina na pele), discriminando um determinado “Grupo B” (por… “Escolha” religiosa, nível social…). E eu admito… Que isso me incomoda!

Não falo de preconceito… Algo que inevitavelmente e infelizmente, todos acabamos tendo, até porquê, o pós-conceito depende de… Um pós conceito! E ninguém consegue conhecer de tudo para poder formar a bagagem necessária para isto em TODOS os assuntos… Ao menos aos meus olhos, é diferente ter um preconceito de discriminar… Acho que todos tem direito a ter seus próprios preconceitos!

Obvio que todos deveriam também se dedicar a estudar, conhecer, abrir a mente e perder o máximo de preconceitos possíveis durante a vida (e com isso eu não dizer virar um “porra-loca” liberal… Liberais tem preconceito com o tradicional, e o tradicional é tão necessário para o bom andar do mundo quanto o novo).

A partir do momento que se tira algo do campo das idéias e torna este algo real, aí sim, o problema começa… O preconceito talvez seja a teoria da discriminação… Mas pensar o que quer que seja não fere, não machuca, não mata… Creio que seja inclusive por isso que existem as leis contra discriminação especifica… Oras! Não se pode mudar a forma de alguém pensar… Mas pode fazer com que esta pessoa não invada o espaço alheio tornando estes pensamentos reais…

Anúncios