Foi o nome que dei pra minha produção na única oficina do Work Design da qual participei… Agradecimentos públicos ao Fernando Hage, rapaz simpático que me explicou tudo o que eu perdi no primeiro dia da oficina dele numa boa! Grato! =D Vou linkar o blog dele (sobre tendências em moda) assim que tiver um tempinho a mais, e quero pedir aos meus amigos que têm blog não estão linkados que me lembrem de linkar!

As coisas continuam corridas, então, pra não ficar parado, vou postar três textos da época do Coisas Coisadas! Quando as coisas se acalmarem, juro que continuo o especial sobre literatura!

——-

E o blog volta das cinzas!

Depois de… o que? Hum… 3 anos? Eu reativo esta coisa… Esta coisa que eu mandei pros quintos dos infernos bloguísticos por motivos que não vem ao caso (bando de curioso!). Senti saudades de ter onde escrever… até por eu ter finalmente me tocado o quanto sinto preguiça de escrever algo muito longo (não contem comigo pra dar vida a um romance…) e depois de perder todos meus textos numa formatação do PC (aposto que é um complô dos meus inimigos! Hunf! :P). Alias… pessoa pra sentir preguiça de tudo como eu, onde já se viu?
Certo… quando a coisa me empolga eu pareço uma criança hiper-ativa com formigas lavadeiras na cueca, eu sei… mas… como é difícil fazer eu me mexer! xD Fico pensando quando chegar o dia em que vou parar de mascar chiclete de pura preguiça de mastigar… Ou pior, morrer por preguiça de respirar!
Hoje já fiquei com preguiça de limpar o banheiro… e de terminar os trabalhos atrasados da faculdade… e de fazer almoço… e de ir no banheiro, o que me rendeu uma cueca manchada e… ok, ok, esse ultimo foi mentira! Mas ter preguiça até de comer é um cumulo, não? Se bem que isso acaba fazendo eu perder uns quilinhos… Viu? Minha preguiça é boa! Tem até efeitos dietéticos! Hahaha… é… eu sei que estou arrumando desculpas pra não fazer as coisas… mas… é tão legal ficar a toa!
O que? Logo eu vou ficar até com preguiça de escrever no blog? Não seja ridículo! Eu nunca deix

——-

O Sono

Bom… eu andei pensando e resolvi que postar dia sim, dia não seria legal… Preciso desenferrujar minhas habilidades “escríticas”, então é bom postar com certa freqüência… né? 😛 Mas hoje eu tô bobo… Não cheirei nada diferente do usual, não injetei nada alem da groselha nossa de cada dia, não bebi nada (nem Toddynho… *recebe dinheiro da propaganda*)… Eu apenas… Não dormi!

Antes de tudo, deixe por antecipação eu mandar tomar no fiofóviski quem me falar que eu já sou bobo normalmente (falta de respeito, viu?)! E agora podemos falar sobre esse assunto tão mágico… A bobice!

Todos têm seu momento de bobos (creio eu), alguns bebem pra conseguir esse estado de espírito tão místico (e aproveitam pra beber um pouco mais, nesse caso pra esquecer :P), outros puxam uma ervinha feliz do capeta… Outros simplesmente existem, a iluminação chega naturalmente!

Se você quiser me ver cumprimentando objetos inanimados, cantando Maria La Del Barrio, dançando Désenchantée, ou rindo de piadas de pontinhos, basta me privar de uma noite de sono… Estranho não? Muitas pessoas quando ficam sem dormir, acabam ficando ranzinzas… Outras só ficam lerdas… Mas eu fico… Feliz! Claro, depois eu durmo quando não devo e acordo desesperado com o que deixei de fazer, mas vocês não acham que é um preço pequeno a se pagar pela felicidade? Não? Então vão defecar que eu estou indo dormir, ok?

P.S.1: Que mal educado eu!

P.S.2: Dois textos e já vejo um padrão… será que nasci pra dormir?

——-

Conhecendo o inferno!

Quer ver uma velhinha de bengala correndo feito maratonista? Tente pegar um ônibus em terminal na cidade de Londrina! Não acredita? Eu te desafio! Fome? Sede? Guerra? Topar com o dedinho na parede? Acredite: NADA disto mostra mais o lado animal do ser humano que pegar o tal ônibus.

No começo, creio que qualquer pessoa que passe a estudar na UEL estranhe… Mamãe deu educação, não pode empurrar, nem socar… Seja paciente… Deixe os mais velhos se sentarem primeiro e quando a porta abre… Você tem umas pegadas em cima de você, um pulmão perfurado e fratura exposta na perna!

Depois de três meses, a fúria já toma conta de você! Esquiva com habilidade do chute da criancinha com cara de anjinho barroco, pula por cima da bengalada da velhinha, chuta o saco do aleijado e empurra ele na já citada senhora e… O banco vago! Está tão perto! Você vai conseguir sentar! NÃO! É atingido por uma mochilada de um estudante de direito e acaba tendo que ficar em pé sendo encoxado por um mendigo.

Por isso crianças… se vocês morarem em Londrina, aprendam a dirigir!

Anúncios